Vale a pena alugar construtores de sites e lojas virtuais?

Apesar dos baixos custos mensais e uma certa praticidade na construção de um sistema online, seja para utilizar como site institucional, e-commerce (loja virtual) ou portais de notícias (blogs), devemos considerar que a maior parte dos construtores limitam a personalização, isto é, a arquitetura do seu layout deverá seguir um template pré-formatado, onde somente cores, imagens e textos poderão ser alterados. Em algumas plataformas, existe ainda, a possibilidade de modificar alguns blocos e até mesmo reposiciona-los,  inserindo conteúdos já prontos ou pré modulados, como listas de categorias, caixa de pesquisa, itens em destaque, entre outros recursos disponíveis.

Não mencionaremos aqui uma plataforma do gênero, mas de acordo com nosso levantamento geral sobre as principais ofertas do mercado, podemos garantir que nenhuma delas se aproxima do amplo poder de personalização de um CMS (Content Management System) , que também são plataformas gerenciáveis, mas com código aberto. Entre as mais conhecidas estão o WordPress, Joomla, Drupal, Magento, Opencart e Prestashop, as três primeiras são mais utilizadas para sites e blogs e as três últimas para lojas virtuais.

Geralmente nos serviços de construtores de site online, haverá pagamento permanente e na grande maioria, caso o usuário opte pelo cancelamento, todo seu conteúdo será perdido.
Outra grande desvantagem é que apesar de ser fácil de formatar seu conteúdo, nem todo mundo dispõe de tempo para organizar suas ideias e poucos ainda, possuem coerência ou até mesmo, um mínimo conhecimento de técnicas de design e experiência do usuário – UX, o que fatalmente levaria a publicar sites confusos e de com má aparência, implicando diretamente na taxa de rejeição das visitas, diagnosticando-se que esse espaço não transmitiria uma boa credibilidade.

O trabalho de um programador web pode até ser descartado, caso opte pelas tais “plataformas mágicas”, mas se seu objetivo é ter um site com o mínimo de qualidade, interatividade, credibilidade e competitividade no mercado, com certeza será necessário a atuação de um bom Designer, que consequentemente necessitará de um pleno trabalho de programação em seus projetos, para que também possa dispor de uma ampla capacidade de personalização, o que só é possível, de fato, construindo diretamente a programação do site.

Concluímos que é possível criar um site razoável com um construtor de sites, caso tenha conhecimentos intermediários de design, mas ainda assim, ficaria muito inferior a um website construído com uma plataforma de código aberto (CMS), como o já citado WordPress, por exemplo.

É sempre importante lembrar que se tratando de algo que envolva a imagem do seu negócio, quanto melhor elaborado, maior será a garantia de uma boa reputação para sua marca, e isso se aplica tanto a aparência, quanto a programação, que garantirá o funcionamento adequado do ambiente virtual.

Indiferentemente de conhecimento técnico, investir em uma solução que permita constante evolução em sua estrutura, além da liberdade total na construção, seria conclusivamente a única solução verdadeiramente profissional para a criação de um site, pois seguindo a lógica do profissionalismo, o trabalho de um designer só pode ser substituído pelo de outro designer, assim como o do programador, por outro programador. Por mais abrangente que seja um trabalho de automação, se pesquisarmos um pouco mais sobre inteligencia artificial, veremos que a criatividade humana e sua capacidade de evolução, ainda são intangíveis no uso da robótica.

(Exemplo de site criado sem nenhum conhecimento de design e estrutura, o taxista e motivado empreendedor Jaílson fez com que seus vídeos e website se tornassem piada na internet, pois sua grande vontade de divulgar seu conteúdo sem nenhum conhecimento de como cria-lo adequadamente, levou a diante uma imagem bizarra de seu negócio)

Uma plataforma de construção automática permite publicar qualquer coisa – literalmente – na web, não sendo necessariamente isso, algo profissional, além de exigir pagamento constante para manter o conteúdo ativo.

Comentários

    Deixe um comentário

    XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

    Vamos analisar o perfil do seu negócio na web para identificar o que pode ser melhorado no marketing digital